segunda-feira, 25 de abril de 2011

Águia-de-Haast

Olá, hoje vou falar sobre a Águia-de-Haast, também chamada de Te Hokioi.
A águia-de-haast foi uma grande águia duma ilha do sul da Nova Zelândia, extinguiu-se por volta de 500 anos atrás.



Pesava até 18 quilos e sua envergadura (duma ponta da asa à outra) media 3 metros.
Sabe-se que caçava de dia, suas caças favoritas eram os moas, que eram cerca de 15 vezes o seu tamanho e os patos-de-finsch, ambos atualmente extintos.
Águia-de-haast caçando moa.




A águia-de-haast era dominante do topo da cadeia alimentar onde vivia, não havia carnívoro que competisse com ela.
Por ter presas enormes, esta águia tornou maior e mais pesadas que seus congêneres. Veja abaixo uma comparação do esqueleto do pé da águia de haast com uma águia atual congênere.



Diz a lenda local que a águia-de-haast, ou te hokioi, também caçava humanos, ela era venerada pelos nativos locais, os maori.



A Te Hokioi foi extinta não pela caça, mas pela destruição do seu hábitat e pelo desaparecimento de suas presas, caçadas abundantemente até o estermínio pelos colonizadores europeus e a introdução de novos predadores como os dingos e as doninhas.

Como todo grande predador, as águias são muito sensíveis à caça e à destruição do seu habitat, tendo resposta rápida às mudanças no seu ecossistema.

A presença de grandes predadores indicam um ecossistema saudável, no caso desta grande águia, tanto ela quanto sua cadeia alimentar inteira desaparaceu deste bioma recente e lendário das ilhas oceânicas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário